SMO Talks – “Novas abordagens para o olho seco”

No dia 06 de junho, quinta-feira, às 19h30, a Sociedade Mineira de Oftalmologia (SMO) realiza a segunda edição de 2024 do SMO TALKS! O evento conta com o apoio do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), Associação Médica de Minas Gerais (AMMG) e Bausch+Lomb.

O evento tem como tema “Novas abordagens para o olho seco“, e será realizado em comemoração ao lançamento do Artelac Splash, da Bausch+Lomb. Teremos duas palestra sobre o assunto com o nosso Presidente, Dr. Breno de Mello, e com nosso associado, Dr. Marcus Vinicius Souza, além de mediação do Dr. Luiz Carlos Molinari.

O evento é aberto a toda comunidade médica e será transmitido ao vivo através da plataforma ZOOM.  Participe através do LINK. Não perca!


Confira como foi:

O maior risco da alta miopia é o crescimento do comprimento axial do olho, que aumenta o risco de perda da visão na idade adulta por glaucoma, degeneração macular e catarata precoce.

Hoje a oftalmologia conta com recursos que além de corrigir a miopia controla sua progressão que é mais intensa na infância. Um deles é o colírio de Atropina, na concentração de 0,01%, que pode ser associado a lentes de contato-ortoceratologia ou outras, como o óculos com um design capaz de inibir o crescimento do olho, ao projetar a imagem na frente da retina. Os óculos e lentes convencionais projetam as imagens atrás da retina e por isso podem não evitar a progressão da miopia.

As atividades nos ambientes ao ar livre propiciam a claridade do sol na infância, estimulando a produção de dopamina, hormônio capaz de fortalecer a esclera, parte branca do olho, uma túnica fibrosa que o reveste e funciona dando sustentação ao globo ocular. Por isso, para proteger a saúde ocular das crianças, recomenda-se duas horas diárias de atividades sob a claridade.

Crianças no celular: saiba o tempo ideal para cada idade
  • Menores de 2 anos: nenhum contato com telas ou videogames;
  • Dos 2 aos 5 anos: até uma hora por dia;
  • Dos 06 aos 10 anos: entre uma e duas horas por dia;
  • Dos 11 aos 18 anos: entre duas e três horas por dia;
    (Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria)

Até os 10 anos de idade os olhos estão em desenvolvimento, e neste período é essencial que sejam estimulados por imagens claras. A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que o uso de computador e outros equipamentos não ultrapasse duas horas/dia, dos 3 aos 10 anos, para não comprometer o desenvolvimento nesta faixa etária.

O excesso do uso de telas na infância para enxergar próximo induz a um espasmo dos músculos ciliares que provoca a miopia acomodativa, uma dificuldade temporária de enxergar à distância, que pode se transformar em miopia permanente caso a criança não saia da frente das telas para descansar os olhos.

(Fonte: Universo Visual)

Abaixo, você confere as empresas que apoiam a Sociedade Mineira de Oftalmologia, que visa a mobilização dos colegas, educação médica continuada e a discussão de temas relativos à defesa profissional e ensino no Estado.

PATROCÍNIO PRATA:

 

 

Somos a EssilorLuxottica, líder global em design, fabricação e distribuição de lentes oftálmicas, armações e óculos de sol. Formada em 2018 pela combinação da Essilor e Luxottica, nossa empresa combina dois séculos de inovação e esforço humano para elevar o cuidado com a visão e a experiência do consumidor em torno dele.

Somos o lar das marcas de óculos e cuidados com a visão mais amadas e amplamente reconhecidas do mundo.

Conheça: https://www.essilorluxottica.comhttps://global.essilor.com/br

 


PATROCÍNIO BRONZE:

 

 

Fundada em 1853 em Rochester, Nova Iorque, a Bausch + Lomb oferece um portfólio completo de produtos e medicamentos para a saúde ocular e possui uma das marcas mais antigas, conhecidas e respeitadas nos cuidados com a saúde. 

Contando com cerca de 12.000 colaboradores ao redor do mundo e com produtos disponíveis em mais de 100 países, a Bausch + Lomb atua com três linhas de produtos oftálmicos:

Vision Care: oferecemos lentes de contato corretivas e coloridas e soluções de limpeza e assepsia para uma visão mais nítida, com conforto para os olhos.

Produtos Farmacêuticos: nossos produtos oftálmicos (soluções, suspensões e géis) são utilizados no tratamento de diferentes problemas oculares desde alergias, infecções e inflamações. E, nossos suplementos vitamínicos, são utilizados no combate aos radicais livres.

Produtos cirúrgicos: Temos a mais completa linha de produtos cirúrgicos voltados para a cirurgia de catarata e retina. Nossos produtos agregam o que existe de mais moderno em tecnologia e segurança, oferecendo no mercado brasileiro produtos como lentes intraoculares, equipamentos e instrumentais cirúrgicos de última geração. Além disso, somos líderes no mercado brasileiro de conservantes de córnea.

Nossa missão é ajudar as pessoas a verem e se sentirem melhor a partir de produtos de qualidade e tecnologia inovadora.

Saiba mais: https://www.bausch.com.br

 


 

Em 2020, a AbbVie, empresa biofarmacêutica global baseada em pesquisa, anunciou a aquisição da Allergan. Como parte deste movimento, o Brasil termina a integração das duas empresas em abril de 2023.

Somos uma biofarmacêutica global, com foco em pesquisa. Assumimos alguns dos desafios de saúde mais complexos do mundo e fazemos mais do quer tratar doenças. Nosso objetivo é causar impacto notável na vida das pessoas.

Saiba mais: https://www.abbvie.com.br/

 


A LatinoFarma conta com um portfólio de 30 marcas em aproximadamente 40 apresentações, com destaque para a nova linha de lágrimas artificiais sem conservantes Lunah e Lunera, além de suplementos oftálmicos, anti-inflamatórios e associações, atendendo às diferentes necessidades de prescrição do médico e do cirurgião oftalmologista.

Saiba mais: https://www.cristalia.com.br/latinofarma

O Curso de Ciências Básicas em Oftalmologia, promovido pela Sociedade Mineira de Oftalmologia (SMO), tem por objetivo proporcionar ao médico a base fundamental para a compreensão da ciência médica oftalmológica. A programação aborda diversas áreas de interesse como: anatomia prática e teórica, embriologia, farmacologia, fisiologia, genética, histologia, neuroanatomia teórica e prática, patologia ocular, refratometria, urgência e semiologia, dentre outros.

Público- Alvo: oftalmologistas, médicos residentes, especializandos de instituições credenciadas e acadêmicos de medicina (APENAS EAD).

CLIQUE AQUI PARA FAZER SUA INSCRIÇÃO GRATUITA.

CONTEÚDO:

  • Anatomia;  Histologia
  • óptica; Refração
  • Patologia; Farmacologia
  • Neuroanatomia; Genética
  • Órbita; Plástica Ocular
  • Biomicroscopia; Córnea
  • Embriologia; Catarata
  • Bases Cirurgicas; Baixa visão
  • Neuroftalmologia; Superfície Ocular
  • Glaucoma; Retina
  • Imunologia; Estrabismo e Uveítes

DATA
18 DE MARÇO A 5 DE ABRIL (AULAS ON-LINE)

MÓDULO HANDS ON
AULA PRÁTICA PRESENCIAL (DIA 23 DE MARÇO)

CARGA HORÁRIA
50 horas


IX CURSO DE CIÊNCIAS BÁSICAS EM OFTALMOLOGIA – EAD

  • Aulas no seu próprio ritmo
  • Conteúdo distribuído em módulos
  • Possibilidade de assistir às aulas quantas vezes quiser
  • Videoaulas
  • Módulo Prático (Hand ON) presencial 
    Dia 23/03 – sábado o dia todo – em Belo Horizonte – Programe-se!
  • Discussão de casos
  • Avaliações de conhecimento

ACESSO:

O aluno tem acesso ao curso por 90 dias.
Durante este período o acesso ao conteúdo é ilimitado. Podendo assistir as aulas quantas vezes quiser.

A Sociedade Mineira de Oftalmologia realizou no último sábado, 24 de fevereiro, no Centro de Convenções e Eventos da Associação Médica de Minas Gerais, o curso de atualização com o tema “Baixa visão: avaliação, intervenção e perspectivas“.

O curso foi aberto a oftalmologistas, residentes e fellows em oftalmologia, pediatras, neurologistas e acadêmicos de medicina e demais profissionais de equipes multidisciplinares como fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, pedagogos e psicólogos, com apoio da Associação Médica de Minas Gerais.

A SMO agradece a participação de todos(as)!

No dia 24 de fevereiro, sábado, a Sociedade Mineira de Oftalmologia em parceria com a Associação Médica de Minas Gerais realiza o seu primeiro evento educativo de 2024: um curso sobre “Baixa visão: avaliação, intervenção e perspectivas”.

O curso é destinado a oftalmologistas (residentes e fellows), profissionais da equipe multidisciplinar (fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, pedagogos, psicólogos, pediatras, neurologistas, etc) e acadêmicos de medicina. As inscrições podem ser feitas através do link.

É com imensa satisfação que a Sociedade Mineira de Oftalmologia está na programação científica do 42º Congresso do Hospital São Geraldo, realizando dois simpósios no próximo sábado, 18.

  • 8h às 10h
    Medicina – Mídia e Carreira
    Discussões sobre “Gestão Financeira e Tributária para Clínicas” e “Marketing de Experiência na Jornada do Paciente: destaque profissional no Universo Digital
    Com Breno de Mello, Marcos Vianello, Daniela Collen, Rodrigo Hofman e Luciane Maldonado.

 

  • 11h às 13h
    Defesa e Valorização Profissional em Oftalmologia
    Apresentação e discussão sobre os relatórios de atuação jurídica da SMO e do CBO.
    Com Luiz Carlos Molinari, Elisabeto Ribeiro Gonçalves, Valério Ribeiro e Heron Pedroso.

As inscrições só poderão ser feitas no local do evento. Para mais informações, acesse saogeraldo2023.com.br.

No dia 04 de outubro, quarta-feira, às 19h30, a Sociedade Mineira de Oftalmologia (SMO) realiza mais uma edição do SMO TALKS! O evento conta com o apoio do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), Associação Médica de Minas Gerais (AMMG) e Abbvie.

Teremos uma palestra com nossos associados, Dr. Marcus Vinicius Souza e Dr. Breno de Mello, falando sobre “Como abordar o Olho Seco“, com mediação do diretor da SMO, Dr. Luiz Carlos Molinari.

O evento é aberto a toda comunidade médica e será transmitido ao vivo através da plataforma ZOOM.  Participe através do LINK. Não perca!

 


Confira como foi:

‘Setembro Verde’ aborda a doação de órgãos em geral, orientando a população sobre a importância do tema

De acordo com a Agência Brasil, órgão público de notícias, a demanda, especificamente, por transplante de córnea no Brasil dobrou ao longo dos últimos cinco anos. Em 2019 eram 12.212 pessoas na fila e até maio deste ano cerca 24 mil e 300 pacientes estão na espera. As campanhas para doação do órgão são realizadas durante todos os meses e são intensificadas no ‘Setembro Verde’ que aborda os transplantes de maneira geral. A Sociedade Mineira de Oftalmologia (SMO) reforça o movimento orientando a população sobre a importância de ser um doador.

Um dos entraves tanto para o transplante de córnea quanto de outros órgãos é que, desde o desaceleramento da pandemia da Covid-19, o volume de procedimentos não retornou ao normal. Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), o total de intervenções feitas no Sistema Único de Saúde (SUS) em 2022 é menor do que o que era executado no início da década passada. O diretor da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG) e da SMO, Luiz Carlos Molinari, explica que a cirurgia na córnea pode recuperar em mais de 90% a visão do paciente com alguma deficiência visual.

Molinari ainda esclarece que a córnea é um tecido transparente que fica na parte da frente do olho que pode ser comparada ao vidro de um relógio ou a uma lente de contato. “Se a córnea embaça a pessoa pode ter a visão bastante reduzida ou, às vezes, até perder a visão”, acrescenta. Conforme ele, a decisão de transplantar um paciente ocorre quando todos os outros tratamentos já não são eficientes para manter a qualidade de vida e, nesse caso, resolver o problema visual.

Dados da CBO de maio deste ano mostram que São Paulo contabiliza nove unidades de transplante e responde por um terço das cirurgias de córnea: foram 29,9 mil intervenções entre 2012 e 2022. Em seguida está Pernambuco com 5770 procedimentos, Minas Gerais com 5696, Paraná com 4946 e Ceará com 4727. Na outra extremidade estão Tocantins, Acre, Rondônia, Alagoas e Paraíba com respectivamente 145, 237, 569, 625, e 1115 transplantes de córnea. Em todo o país, o Ministério da Saúde informa que 24 estados possuem pelo menos um banco de tecidos oculares na rede pública, exceto Acre, Amapá e Roraima.

“Deixar claro que a pessoa é um possível doador de órgãos é extremamente importante, assim como orientar as famílias sobre a difícil decisão no momento da perda de um ente querido”, salienta Molinari. Para ele também é necessário lembrar a necessidade de equipes bem treinadas para a retirada do órgão em tempo hábil para o transplante e a boa comunicação entre as instituições responsáveis por todo o processo. Em Minas Gerais, a fila de espera e outras informações ficam a cargo do MG Transplantes.

No dia 20 de setembro, quarta-feira, às 19h30, a Sociedade Mineira de Oftalmologia (SMO) realiza mais uma edição do SMO TALKS! O evento conta com o apoio do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e Associação Médica de Minas Gerais (AMMG).

Teremos a participação de dois palestrantes e associados, Dr. Pedro Paulo Reis e Dr. Arnaldo Castro, abordando o tema “Cirurgia Refrativa: segredos da prática diária“. Teremos também a participação dos diretores da SMO, Breno de Mello e Luiz Carlos Molinari.

O evento é aberto a toda comunidade médica e será transmitido ao vivo através da plataforma ZOOM.  Participe através do LINK. Não perca!

 


Confira como foi:

CALENDÁRIO

June 2024
SMTWTFS
1
2
3
4
5
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
      
< May Jul >